Caminhando...
 
31
Jan 09

(imagem retirada da internet)

 

A amiga Miguxa propôs-me um desafio que consiste em identificar-me como os 7 pecados capitais. Mto Obrigada novamente!

Vamos então começar!

 

Correspondendo a avareza ao apego excessivo e descontrolado pelos bens materiais, posso afirmar que não me identifico com este pecado, visto que, penso que a vantagem de possuir bens materiais , é poder usufruir e valoriza-los ao máximo, mas sobretudo poder partilha-los! Prefiro apegar-me a afectos, à amizade, à humildade, pois não se firmam em possibilidades, mas sim a um bem-estar imaterialista e duradouro.

Outro pecado que consiste no apego descontrolado e egoísta é a Luxúria, sendo este apego por prazer sensual. Considero que a luxúria só passa a ser pecado quando deixam de haver limites e respeito pelo outro. Ou seja quando a vontade de um não é respeitada, em prol da satisfação do outro, ou então quando a ausência de limites leva à promiscuidade, ou seja à falta de respeito por si. Considero pois este pecado um pouco relativo…

O orgulho é outro dos pecados capitais, correspondendo a arrogância e vaidade. Considero que é saudável e necessário, valorizarmo-nos pelos nossos feitos positivos, sempre tendo e mantendo os pés bem assentes no chão, pois não temos direito nenhum de passar “por cima de ninguém”.

Continuando nos “excessos”, a inveja é outro dos 7 pecados. Este, consiste no desejo exagerado por posses, status, habilidades e tudo o que outra pessoa tem e consegue. Pessoalmente antes de pensar no que me falta, gosto e faço sempre por valorizar o que tenho aqui e agora. Sejam as pessoas que me rodeiam, sejam os bens materiais que possuo. Sinto que a inveja excessiva denota insegurança. Digo isto pois ao invejar, deixamos de viver e valorizar o que temos, em prol do que o outro tem, começando assim a viver outra vida que não a nossa. Claro que por vezes surgem-nos desejos pelo que o que a outra pessoa tem, mas lá está, quando o sentimento é bem medido e controlado, não passam disso, desejos e possíveis metas a atingir.

O pecado da Gula representa o desejo insaciável do ser humano de ter sempre mais do que já tem e precisa, sendo que este pecado me afecta de vez em quando, mais em relação a guloseimas do que a “comida - comida”.

A Preguiça corresponde à aversão ao trabalho, fuga às responsabilidades, etc. Digamos que me deixo afectar um pouco por este pecado, pois que bom que sabe estar sentadinha no sofá enrolada numa mantinha bem quentinha a ver um bom filme sem pensar em absolutamente nada ou passar um dia inteiro em pijama! Tenho sorte, pois não me ataca com muita frequência, sendo que faço sempre por não faltar às minhas responsabilidades e deveres.

Por último temos a Ira, sendo este o intenso e descontrolado sentimento de raiva, ódio, rancor que pode ou não gerar sentimento de vingança. Este sentir só me afecta quando ocorrem injustiças, faltas de respeito, etc., pois sou por norma uma pessoa calma e tolerante.

 

E pronto! Desafio cumprido

 

publicado por Caminhando... às 20:47
música: He lives in you
tags:
25
Jan 09

 

(imagem retirada da internet)

 

"É fácil trocar as palavras,
Difícil é interpretar os silêncios!
É fácil caminhar lado a lado,
Difícil é saber como se encontrar!
É fácil beijar o rosto,
Difícil é chegar ao coração!
É fácil apertar as mãos,
Difícil é reter o calor!
É fácil sentir o amor,
Difícil é conter a sua torrente!

Como é por dentro outra pessoa?
Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.

Nada sabemos da alma
Senão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição
De qualquer semelhança no fundo."

 

Fernando Pessoa

Ao longo da vida passam imensas pessoas por nós, sendo que algumas delas nos conseguem "tocar", ou seja, conseguem despertar-nos uma serie de inúmeros sentimentos. Nunca conhecemos o fundo da pessoa, ou tal como Fernando Pessoa escreve, a alma de alguém. Considero, por isso, que o relacionamento com o outro é quase como uma arte, em que têm de haver cedências de parte a parte, muito respeito, reciprocidade e diálogo sincero e honesto, para que assim se consiga tocar e permanecer no coração de alguém.

 

 

O amigo umbreveolhar teve a gentileza de me oferecer o prémio Magic Blog.

Muito Obrigada pelo mimo

 

 

publicado por Caminhando... às 18:39
música: A whole new world
21
Jan 09

 

(imagem retirada da internet)

Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas...
Que já têm a forma do nosso corpo...
E esquecer os nossos caminhos que nos levam sempre aos
mesmos lugares...

É o tempo da travessia...
E se não ousarmos fazê-la...
Teremos ficado... para sempre...
À margem de nós mesmos...

Fernando Pessoa 

 

publicado por Caminhando... às 20:41
14
Jan 09

(imagem retirada da internet)

 

Ser Genuíno, é exercer a simplicidade que nos forma, e torna-la na base de toda e qualquer atitude.

 

publicado por Caminhando... às 15:26
10
Jan 09

Sou uma assumida fã de música. Esta faz-me pensar, sonhar, reflectir, abstrair.

Ontem, 9 de Janeiro, tive o gosto e a oportunidade de ir assistir a um concerto de gospel! O The Mississípi Gospel Choir veio a Sintra e deu um memorável espectáculo! O Coro faz parte da organização afro-americana AASO (Afro-American Student Organization de la Universidad de Southern Mississippi) e procura ter uma voz e uma presença social para transmitir as suas ideias e reivindicações. Foi sem dúvida uma noite inesquecível, visto que para além da sala de espectáculos estar lotada, encontravam-se lá todo o tipo de pessoas de diferentes gerações e estratos sociais.

Sempre tive uma grande vontade de assistir a um concerto de gospel, tanto pelas tremendas vozes dos cantores, como pela alegria que nos transmite. Fiquei encantada com o facto de ver que, por umas horas, se esqueceram problemas e frustrações, conseguindo um momento de pura alegria. As pessoas de pé a aplaudirem, com um enorme sorriso estampado no rosto, e a ternura e espontaneidade que os cantores emanavam, fez deste dia, um dia especial. Tive o gosto de ir com a minha mãe, e a meio do espectáculo, senti e partilhei que “é impossível deixar de sorrir!”. Adorei o facto de olhar para o lado e ver a minha mãe com um ar feliz, bem como todas as pessoas que assistiram! No palco sentia-se uma imensa energia, amor e alegria, que nos contagiava a todos! Uma das frases ditas pelo porta voz do grupo que eu retive foi: “Change is possible, and begins in each and everyone of us. If you want a change, start changing.” No fim do espectáculo houve uma tremenda e demorada ovação de pé, mais que merecida! Já de saída da sala, vi que os artistas estavam a vender cd’s e a falar com as pessoas, sendo que não resisti e fui felicitar os que encontrei, como forma de mostrar apreço e admiração pelo seu fantástico trabalho. Cantar é o seu trabalho, mas a energia e a alegria com que o fazem encontra eco dentro de nós.

publicado por Caminhando... às 22:00
música: Oh Happy day - um clássico da música gospel
tags:
05
Jan 09

(imagem retirada do site Olhares)

 

"(...) A boa vontade não é boa pelo que produz e realiza, nem por facilitar o alcance de um fim a que nos proponhamos, mas apenas pelo querer mesmo; isto quer dizer que ela é boa em si e que, considerada em si mesma, deve ser tida em preço infinitamente mais elevado que tudo quanto possa realizar-se por seu intermédio em proveito de alguma inclinação, ou mesmo, se se quiser,  do conjunto de todas as inclinações."

Emmanuel Kant

 

publicado por Caminhando... às 18:14
sinto-me:
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
15
16
17
18
19
20
22
23
24
26
27
28
29
30
Online
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitas
Free Website Counters