Caminhando...
 
30
Mai 09

(ternurenta imagem retirada da internet)

 

"Não julgues as coisas ausentes como presentes mas entre as coisas presentes pondera as que te são mais importantes, e imagina com quanta vontade as buscarias se não as tivesses à mão. Ao mesmo tempo, tem cuidado, não seja caso que ao deliciares-te com as coisas presentes te habitues a sobrestimá-las. Procedendo assim, se um dia as viesses a perder, davas em louco."

 

Marco Aurélio, in Pensamentos

publicado por Caminhando... às 21:06
27
Mai 09

(imagem retirada da internet)

 

Cheguei a uma fase em que se aproxima o fecho de um ciclo e a abertura de outro.

Este ciclo que dentro de pouco tempo se fechará foi extremamente enriquecedor. Novos horizontes se abriram, medos se perderam, escolhas se fizeram e metas outrora longínquas foram alcançadas.

Bons tempos foram passados e boas memórias para sempre ficarão.

É tempo da travessia, tempo de avançar, no fundo de crescer. Tempo de adquirir mais e maior responsabilidade e usufruir de liberdade a outros e amplos níveis.

 

Penso que o melhor de se dizer adeus a algo é ter a consciência de que o tempo foi aproveitado, nada ficou por dizer e sobretudo, nenhum agradecimento ficou por fazer e mérito por reconhecer.

Direi, por isso, Adeus de coração confortado, agradecido e feliz!

 

publicado por Caminhando... às 19:00
24
Mai 09

(imagem retirada da internet)

  

Encontrei este texto que me fez um imenso sentido!

 

"Maturidade é o poder de controlar a raiva e de resolver problemas sem recorrer à violência e destruição.

Maturidade é paciência. É disposição para abrir mão de um prazer imediato com vista a uma vantagem a longo prazo.

Maturidade é perseverança. É empenhar-se fundo num trabalho, a despeito da oposição dos contratempos desalentadores.

Maturidade é abnegação. É atender às necessidades alheias.

Maturidade é a capacidade de enfrentar o desagradável e a decepção, sem se tornar amargo."
 
Brahma Kumaris
publicado por Caminhando... às 15:04
sinto-me: Com imensa vontade de avançar
21
Mai 09

(imagem retirada da internet)

 

Pena… que para se saber

o valor de um olhar

seja preciso que ele deixe

de, assim, nos observar.

 

Pena… que para se saber

o valor de um carinho

seja preciso que tenhamos

ficado sozinhos.

 

(…)

 

Pena… que para se saber

o valor de um abraço

seja preciso que deixemos de ser

donos desse espaço.

 

Pena… que para se saber

o valor de uma pele quente

seja preciso que fiquemos

sem esse alguém de repente.

 

(…)

 

Silvia Munhoz

publicado por Caminhando... às 15:13
tags:
18
Mai 09

(imagem retirada da internet)

 

Desde que sou uma amostra de gente que adoro praticar desporto, seja ele qual for mas, preferencialmente desportos que envolvam bolas (futebol, voleibol e por aí adiante). E que gozo tenho quando jogo. Sinto-me no fundo felicíssima quando tenho a possibilidade de jogar um pouco.

Sempre estive mais ligada ao futebol, desporto que adoro!
 

Nestes últimos tempos, para conseguir alcançar o meu grande objectivo, comecei a preparar-me fisicamente de forma mais rigorosa, e para isso, comecei a correr de forma a ganhar resistência física.

Sinceramente nunca pensei que fosse tão difícil, pois requer um imenso espírito de sacrifício, devido à luta constante contra a dor, uma grande força de vontade e paciência.

Não sendo anteriormente das minhas actividades predilectas, aprendi a gostar de correr. Ao faze-lo, sinto-me livre, solta. Tenho possibilidade de estar em constante contacto com a Natureza e no fundo, tenho a possibilidade de atingir os limites.

Correr não tem idade, tal como demonstra este inspirador vídeo:

 

 

Ao correr consigo-me abstrair do ambiente que me envolve, e ficar em paz, tranquila.

Ps. No treino de hoje consegui correr 36 minutos, algo nunca antes conseguido

publicado por Caminhando... às 22:54
sinto-me: dorida mas satisfeitissima!
tags: ,
04
Mai 09

Este é um de vários vídeos que fazem parte de um galardoado documentário: "Playing For Change: Peace Through Music". Se quiserem visitar o site, podem faze-lo aqui!

 

 

“No matter who you are,
No matter where you go, in life.
 
At some point, you’re going to need somebody to stand by you.”
 

 

Penso que ninguém tem necessidade de viver só. Infelizmente há quem o viva (idosos, incapacitados) por falta de sensibilidade e humanidade de alguém.

Todos precisamos uns dos outros, seja para falar, para trabalhar, para ter um amparo, para interagir, o que for.

 

Tão bom que é poder trocar ideias e partilhar experiências com alguém.

Tão bom que é estar em baixo e ter a hipotese de ter dois braços estendidos para nos enrolar num forte e caloroso abraço que nos faz logo sentir melhor. Ouvir palavras de apoio no momento certo, ou então um simples Gosto de Ti, que nos enche a alma e o coração e nos faz enfrentar o dia com outra alegria.

 

Julgo que, vivendo a vida partilhando-a com os outros, ou seja, não trilhar um caminho individual, egoista, egocentrico, é muito mais rica, e sem duvida mais feliz.

 

 

A amiga Just Moments com o carinho que lhe é caracteristico, ofereceu-me estes prémios, que com um grande sorriso agradeço

 

 

publicado por Caminhando... às 22:02
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
22
23
25
26
28
29
31
Online
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitas
Free Website Counters