Caminhando...
 
24
Set 09

(imagem retirada da internet)

 

Tudo tem um inicio e um fim, sendo que, não é pelo fim já estar próximo que haja lugar para o desrespeito, opinião esta, que expressei neste post.

 

Fui educada tendo, entre outros, o respeito como principal valor a ser defendido.

Toda a gente é digna de respeito, tendo obviamente que se fazer por merece-lo mas, os idosos são pessoas que são, para mim, não só dignas de respeito como de uma imensa admiração. Respeitar o idoso é valorizar a experiência de vida, o conhecimento, a sabedoria acumulada de quem viveu e aprendeu, de quem sofreu, de quem tem um passado e uma história, de quem colaborou para a construção deste mundo e de quem deu a vida a quem hoje é jovem.

Algo que imagino muito complicado é o envelhecimento. A perda de capacidades, o corpo a não acompanhar a mente sã e a noção de que, por ser idoso, já se é facilmente posto de parte pela sociedade, fazendo com que a solidão faça parte integrante dos seus dias, compreendo perfeitamente que seja dificílimo.

 

Hoje, tive mais uma prova que, envelhecer pode não ser um tormento, antes pelo contrário, pode ser feliz e digno.

Ao deslocar-me pela rua, olhei para o lado e vi um casal idoso. Os meus olhos ficaram focados neles por breves instantes e, fiquei logo com um conforto no coração. Ao olhar para eles, vi que a senhora já caminhava com uma certa dificuldade, enquanto que, o seu marido, tinha um pouco de mais facilidade. Para que não se sentisse desamparada, vi o marido a por a mão nas costas da senhora, amparando-a. Segundos depois, a senhora teve de parar devido ao cansaço ao que, a atitude do senhor foi: olhar para a esposa, e dar-lhe um beijinho na testa, como que a dizer: “Não tem problema minha querida, eu estou aqui!”

Eu com esta cena fiquei com o coração quentinho, ao ver tanta ternura entre os dois.

 

Fico muito contente ao ver situações destas e, famílias em que, é dada muita atenção e é tido muito cuidado com estas pessoas. Fico a pensar que, envelhecer pode ser saudável e rico, cheio de novas emoções e sensações.

Assim sim, dá gozo envelhecer!

publicado por Caminhando... às 22:11
Doce Amiga..

Só um coração sensível, consegue captar essas coisas..
Infelizmente na sociedade em que vivemos hoje os idosos são um "empecilho"..e atirados para um canto..
Felizmente que ainda há casos destes e que sejam muitos..pois todos Nós temos direito a envelhecer com dignidade!!

E que bom ter assim um companheiro..

Beijinhos e Adorei ver que ainda ha quem se preocupe e respeite..
Just Moments a 29 de Setembro de 2009 às 14:09
Olá terna amiga!!

Isso mesmo! Todos temos o direito a envelhecer com dignidade e respeito!!
Ter um companheiro assim faz com que o envelhecimento seja feito com um sorriso e não com um aperto no coração :)

Beijinhos e, acredito que ainda existem corações sensiveis :)
Caminhando... a 30 de Setembro de 2009 às 14:31
Boas, Joana!

Engraçado, acabei de postar no meu blog um texto que pode ter ligação, pelo menos na essência, deste teu. Eu gosto e respeito os idosos, e tive desde sempre presente que o respeito e admiração por quem merece, são do melhor que podemos oferecer, quanto mais quando falamos de idosos.

Gostei. =)

Beijinho
Infinito e Mais Além a 29 de Setembro de 2009 às 11:57
Olá amigo João!

Isso mesmo! O respeito e admiração por quem merece é muitissimo importante oferecer!

Passarei pelo teu já já :)

Fico muito contente por teres gostado!

Beijinhos
Caminhando... a 30 de Setembro de 2009 às 14:30
olá joana :)

fico sempre com um olhar pregado nesse tipo de casais...adoro ... acho também que é preciso saber envelhecer e quem tem o seu amor a seu lado envelhece sempre com qualidade :)

beijinhos
pingodemel a 28 de Setembro de 2009 às 11:52
Olá Joaninha :)

Isso mesmo! Envelhecer com amor e dignidade é do melhor mesmo!

Beijinhos para ti
Caminhando... a 30 de Setembro de 2009 às 14:27
Eu quando venho manifestações de carinho principalmente de pessoas idosas, penso: Um dia quando for velhinha também quero que seja assim...Quem não deseja ser amada na velhice?!Eu derreto-me toda a ver esses carinhos...Só o simples afecto de passear de maos dadas me deixa com um sorriso nos lábios:)
UmPedacinhoDeMiM a 28 de Setembro de 2009 às 09:59
Olá!
Sabes, o que mais desejo é que os meus tenham a oportunidade de envelhecer com toda a dignidade e companheirismo que merecem!!

Espero também um dia poder envelhecer assim :)

Beijinhos para as duas ;)
Caminhando... a 30 de Setembro de 2009 às 14:26
Ficar com o "coração quentinho" - gostei tanto desta tua declaração ;)
Envelhecer é difícil. Escamotear isto é desnecessário e, até, desrespeitoso para quem está nesta fase e a sente "pesada", principalmente pelo que referes da perda de autonomia...
Agora e pegando no teu post, esse tempo pode ser também um tempo de passagem de testemunho que resulta da sabedoria acumulada e de desfrutar do companheirismo que se foi construindo ao longo da vida.
Dito isto, penso que a velhice tem que se construir ao longo da vida.
Falei também deste tema no blog da Teresa - http://descobrirafelicidade.blogs.sapo.pt/
Obrigado a ambas por terem colocado este tema à reflexão -bem necessária é.
Abraço para ti e bom Domingo!

Marta M a 27 de Setembro de 2009 às 21:23
Olá Marta :)
Fico mesmo com o coração quentinho ao ver momentos tão ternurentos e tão respeitosos como este!!

Concordo plenamente quando dizes que a velhice tem que se construir ao longo da vida.

Já tive oportunidade de ir ao blog da Teresa e ver o bonito texto que deixou!

Beijinho e obrigada pela tua simpatia!
Caminhando... a 30 de Setembro de 2009 às 14:24
Oi Amiga
Lindo o teu texto , retratas o medo , que todos nós temos...a velhice..
Nela se acumula toda a história duma vida.. umas lindas, caminhos risonhos, outras , tristes e tão penosas... todas essas vivências são transmitadas e assim se faz a história.
O que se verifica é que o primeiro que partir, é o mais bem tratado, tem, todo o carinho e apoio do conjuge, quando o outra fica só...é sempre uma incógnita....os filhos trabalham , e não podem deixar os seus empregos para vir tomar contas dos pais, por isso o que nos espera são os lares, parecem armazens, a tristeza instala-se e a solidão bate à porta, mesmo com a visita dos filhos, são maus bocados para quem se vê privado da sua casa, das suas coisas, de tudo o que pode arrecadar durante a vida.
Não são palavras em vão, não é filosofia é realidade, que não vai há muito passei por ela.
Eu sei que isto acontece. a quase a todos, sei que por vezes se paga a empregadas uma de dia e outra de noite, mas essa são frias... e quando o idoso começa a dar o verdadeiro trabalho, arrenjam uma desculpa para se ir embora.
É trite ,mas é a realidade.
Até breve
Herminia
comunicadoras a 26 de Setembro de 2009 às 22:32
Olá amiga Herminia!
Muito bonito o teu comentário amiga, Obrigada pelo prazer que me deste ao le-lo!

Penso que alguns velores se estão a perder e, não é dado o devido respeito a quem o merece mas, julgo que ainda vamos a tempo de reajustar os valores que defendemos.

Um beijinho
Caminhando... a 30 de Setembro de 2009 às 14:22
Joana, tecer comentários sobre este tema sem revelar um desejo de igualar não é fácil.
Porém a velocidade que imprimos à vida ou que esta nos imprime deixa-nos por vezes como que indiferentes face ao futuro a este, futuro que descreves, o que é lamentável. Tiremos lições destes exemplos e vivamos realmente a vida.
Possamos nós ter a quem dar a mão para atravessar um caminho.
Obrigado por trazeres este tema aqui.
Um beijo
noitesemfim a 26 de Setembro de 2009 às 00:18
Olá!
Tão bom ter-te aqui presente!

Isso mesmo. Andamos todos numa azáfama tanta que descuramos pormenores tão importantes como este.

Tal como dizes, desejo também que todos nós, possamos ter a quem dar a mão para atravessar um caminho.

Obrigada eu pela sempre simática visita!

Beijo
*simpática
Caminhando... a 26 de Setembro de 2009 às 19:01

Joana
E tu aqueceste o meu coração com toda a ternura que mostras existir no teu. Acredito também que envelhecer é um processo de evolução e não o contrário. Um caminho que se faz com dificuldade, sim, mas que pode trazer muita alegria e tranquilidade. Deste-me o mote para o meu próximo post Joana. Fiquei mesmo com vontade de escrever sobre a velhice. É incrivel esta sintonia que existe entre as amigas que ganhei na blogosfera. Um muito obrigada grande!
descobrirafelicidade a 25 de Setembro de 2009 às 23:08
Olá!
Muito Obrigada amiga Teresa!

Envelhecer não devia, na minha opinião ser um processo tão penoso como se revela.
Fico contente por te teres sentido inspirada pelo tema!

Este mundo virtual é mesmo incrivel! Muito feliz estou por ter decidido criar esta conta!!

Beijinho grande e eu é que te agradeço pelo gozo que me dá ler os teus post e ternas palavras!
Caminhando... a 26 de Setembro de 2009 às 18:57
Passei para deixar um beijinho cheio de carinho e votos de um bom fim de semana com tudo de bom.

Bjs fofos
blogando-me1 a 25 de Setembro de 2009 às 18:15
Olá amiga Fernanda!
Muito Obrigada e um optimo fim de semana para ti!

Espero que já estejas mais animadita!

Beijinho com carinho
Caminhando... a 26 de Setembro de 2009 às 18:43
Doce Joana,

É uma benção poder envelhecer com dignidade e amor. Infelizmente a nossa sociedade, em especial nas grandes cidades, parece cada vez mais afastada do seus seniores, por motivos que não quero nem devo julgar...O ideal seria vivermos uma vida longa ao lado de quem amamos e despedirmo-nos dela em simultâneo, é o que peço todos os dias a Deus, porque quando se ama não se imagina a vida sem o companheiro de sempre...

Beijinhos minha querida
Margarida
MIGUXA a 25 de Setembro de 2009 às 12:51
Olá Miguxa!

É um benção que penso que todos deveriam usufruir mas, nem sempre assim acontece.
O ideal também considero que fosse o que referes, que vivessemos sempre junto de quem amamos, fazendo com que a velhice ocorresse com um sorriso, e não com o coração apertado!

Beijinho grande para ti
Caminhando... a 26 de Setembro de 2009 às 18:42
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
15
17
18
19
21
22
25
26
27
28
29
Online
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitas
Free Website Counters