Caminhando...
 
29
Out 09

(imagem retirada da internet)

 

"Eu adoro todas as coisas
E o meu coração é um albergue aberto toda a noite.
Tenho pela vida um interesse ávido
Que busca compreendê-la sentindo-a muito.
Amo tudo, animo tudo, empresto humanidade a tudo,
Aos homens e às pedras, às almas e às máquinas,
Para aumentar com isso a minha personalidade.
Pertenço a tudo para pertencer cada vez mais a mim próprio
E a minha ambição era trazer o universo ao colo
Como uma criança a quem a ama beija.


Eu amo todas as coisas, umas mais do que as outras,
Não nenhuma mais do que outra, mas sempre mais as que estou vendo
Do que as que vi ou verei.
Nada para mim é tão belo como o movimento e as sensações.
A vida é uma grande feira e tudo são barracas e saltimbancos.
Penso nisto, enterneço-me mas não sossego nunca."

 

Álvaro de Campos

publicado por Caminhando... às 22:36
Boas, Joana!

Gosto bastante de Fernando Pessoa, deste heterónimo em particular.
Fernando Pessoa é aquele misto que nos faz encontrar em muitos dos seus poemas...

Beijinhos
Infinito e Mais Além a 3 de Novembro de 2009 às 15:02
Olá!
Penso que Fernando Pessoa representa através dos seus heterónimos, muitas das personalidades que, tal como ele, temos todos um pouco de todas elas!

Beijinhos
Caminhando... a 3 de Novembro de 2009 às 20:11
Olá,
Óptima ideia a tua na publicação deste texto do Fernando Pessoa, com o heterónimo de Álvaro de Campos. Gostei muito de o reler.

Agradeço o prémio associado ao desafio que tiveste a gentileza de mo passares. Gostei e mais uma vez obrigado. És uma excelente Amiga e podes crer que eu correspondo de igual forma. Sou teu Amigo. Cumprimentos,
Carlos Alberto Borges
umbreveolhar a 1 de Novembro de 2009 às 10:54
Olá amigo Carlos!
Fico contente por teres gostado do poema :)

Muito Obrigada pelas tuas sempre simpáticas palavras!
És sempre de uma enorme delicadeza e correcção!

Fico muito contente por te ter como amigo ;)

Beijinhos
Caminhando... a 2 de Novembro de 2009 às 16:03
Meu querido Ferndando Pessoa... Só ele consegue ser tanta gente diferente ao mesmo tempo, mas sendo sempre sensacional, único e até imprevisível!
Beijinho
MissAna a 31 de Outubro de 2009 às 18:32
Olá amiga!
Concordo contigo.
Penso que todos nós somos um pouco assim. Fernando Pessoa foi realmente sensacional mas, sempre teve aquele pingo de loucura que todos nós temos mas que muitos, a levam ao extremo.

Beijinho

Caminhando... a 31 de Outubro de 2009 às 22:29
Doce Joana,

Fernando Pessoa, o poeta da vida...
Amar as sensações para que nos possamos sentir vivos...

Beijinhos ternos
Margarida
MIGUXA a 30 de Outubro de 2009 às 20:26
Olá Margarida!

:) Sentir tudo e amar tudo, sabendo sempre aproveitar toda a sua essencia e toda a sua magnifica simplicidade.

Beijinho ternurento
Caminhando... a 31 de Outubro de 2009 às 22:27
Image
blogando-me1 a 30 de Outubro de 2009 às 20:10
Olá!
Muito Obrigada! Que tenhas um excelente fim de semana com tudo de bom.

Beijinhos
Caminhando... a 31 de Outubro de 2009 às 22:24
Adoro Fernando Pessoa e este heterónimo em particular... É muito bom ler poemas como este, fazem-nos ter motivação para nunca desistir de amar o mundo à nossa volta, apesar de tudo...
Mts bjns :)
cuidandodemim a 30 de Outubro de 2009 às 18:26
Olá amiga!

Poemas destes parecem como que lufadas de ar fresco e, um alento e motição para que consigamos nunca deixar de aproveitar as coisas em toda a sua essencia e simplicidade.

Mts bjos :)
Caminhando... a 31 de Outubro de 2009 às 22:23
Álvaro de Campos... gosto muito!
Sentir a vida que palpita em tudo o que nos rodeia deveria ser uma das nossas metas diárias!

Beijinhos
Cris a 30 de Outubro de 2009 às 16:29
Olá Cris!
Também adoro este heterónimo!

E concordo contigo. Acredito que fazendo-o, muito mais sorrisos iriamos dar.

Beijinhos
Caminhando... a 31 de Outubro de 2009 às 22:22
É esta postura que devemos tre perante a vida: amar tudo e amar todas as coisas. « ...mas sempre mais as que vejo do que as que vi ou verei...» O importante é o aqui e agora; o que vimos já se foi, claro que também amamos, ou amamos menos, mas agora só serve para recordarmos; as que vemos agora é que têm de ser amadas, observadas e vividas, pois não sabemos as coisas que veremos ou se as veremos. Viver a vida com amor e paixão e pôr o nosso melhor em tudo o que fazemos é meio caminho andado para que a vida nos sorria. Um beijinho, Joana e desejo que sejas capaz de te enternecer sempre com tudo e todos
Emília
comecardenovopt.blogspot.com a 30 de Outubro de 2009 às 10:13
Olá querida Emilia!
Sabes, este é o lema que estou a fazer por adoptar ao longo dos dias em que faço esta caminhada.
Estou no fundo a tentar fazer o que disseste nesta frase: "Viver a vida com amor e paixão e pôr o nosso melhor em tudo o que fazemos pois é meio caminho andado para que a vida nos sorria."

Sabes o que acho que dá um gozo imenso? É estar feliz e conseguir partilhar essa alegria com quem te rodeia. É estar bem, e partilhar e espalhar sorrisos. É estar de bem com a vida e, mostar a quem mais gosto o quanto os valorizo seja abraçando-os, seja dizendo-lhes, "Gosto muito de te ter aqui".
Vou fazer por fazer com que este lema, se torne presente e constante nesta minha viagem.

Espero que possas sempre sorrir, e fazer os teus sorrir e, mantenhas sempre essa tua postura que faz com que tenha imenso orgulho em ter a tua companhia e aprender imenso contigo!

Um beijo e um abraço ternurentos.
Caminhando... a 31 de Outubro de 2009 às 22:21
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
18
19
20
21
22
23
25
27
28
30
31
Online
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitas
Free Website Counters