Caminhando...
 
17
Nov 09

(imagem retirada da internet)

 

“Uma grande tentação nossa é a de absolutizar. Pegar num acontecimento negativo e dizer: «é tudo assim». Olhar um problema sério e não ser capaz de ver mais nada para além disso. Absolutizar cega e escraviza. O caminho é, pois, o de relativizar, não tirar do contexto, ver também o resto dos acontecimentos e, depois, relacionar com outras exigências. Relativizar e relacionar. Começa aí o caminho de paz.”

Vasco Pinto de Magalhães

publicado por Caminhando... às 21:59
Joana, boas!

Essas duas coisas, desde muito cedo nos acompanham, não é? Uma, porque à partida nos parece a forma mais fácil de encarar as coisas, outra por ser mais díficil quase nem nos lembramos dela...

E destaco: "Relativizar e relacionar. Começa aí o caminho de paz". Concordo, e quero acreditar que relativizar nos ajuda a relacionar e raciocinar.

Beijinhos,
Bom fim-de-semana.
Infinito e Mais Além a 20 de Novembro de 2009 às 12:57
Olá :)

Estas duas caracteristicas desde cedo que nos acompanham, é bem verdade.

Também gostei especialemente dessa frase que evidencias-te. Acredito que ao relativizarmos as situações, melhores as conseguimos ver pois, copnseguimos po-las em perspectiva, vendo qual será o melhor caminho a seguir para se lidar com elas.
Caminhando... a 20 de Novembro de 2009 às 20:57
Doçura,
É engraçado que ao ler o teu post faço logo analogia com o tipico dizer que a vida é complicada, quando de facto a vida só é complicada porque muita gente a complica. Ou seja e se relativizassem mais tudo seria bem mais descomplicado! :))
Um beijinho doce muito carinhoso
tranquila e feliz
Sheila a 19 de Novembro de 2009 às 00:48
Olá querida Sheila!

Que gosto ter-te aqui novamente :)

Exactamente!! É a maneira como encaramos as coisas que dita depois, mais ou menos arrelias e problemas.

Um abraço forte e uma excelente noite

Caminhando... a 19 de Novembro de 2009 às 21:52
Doce Joana,

Minha querida,

Só atribuindo a cada coisa a sua restrita importância nos será possível fazer o juízo acertado da globalidade.

Uma noite de sonhos lindos
Beijinhos ternos
Margarida
MIGUXA a 19 de Novembro de 2009 às 00:26
Olá terna Margarida!

Ora aí está :)

Um boa noite e um optimo dia amanha!

Beijo ternurento
Caminhando... a 19 de Novembro de 2009 às 21:50
Joana:
Que bom vir visitar uma amiga e encontrar as palavras iluminadas do Pe. Vasco Pinto de Magalhães ;)
Até fui à procura do meu livro "Não há soluções, há caminhos" e resgatei-o para ler nesta fase algo triste da minha famíla.
Preciso de retemperar forças na sua sensibilidade "sensata". Preciso que me ajude a organizar ideias e ter palavras de consolo e animo para quem me tem procurado...
Muito obrigada por lembrares. Hoje o dia estava tão cinzento...
Foi uma luz que entrou.
Abraço para ti amiga
Marta M a 18 de Novembro de 2009 às 18:40
Olá amiga Marta!

Este senhor é de facto imensamente sábio. Sabes, não tenho o livro mas, tenho já aqui guardadas umas serie de citaçoes dele, precisamente desse livro, que gosto imenso de ler de vez em quando.

Não gosto de te sentir assim, tristinha...
Fico contente por teres gostado de cá vir!!

Para te mimar, toma:
ImageImage

Tudo de bom e, vou sabendo como estás :)

Caminhando... a 19 de Novembro de 2009 às 21:48
Sim, Joana, se queremos a paz, temos de relativizar as coisas, não levar a vida tão a sério, não querer ser perfeitos e não exigir tanto de nós próprios e das outras pessoas...
Bjns
cuidandodemim a 18 de Novembro de 2009 às 18:01
Olá!
Ora aí está! Ao absolutizar tudo e mais alguma coisa, não só nos arreliamos sem necessidade, como também, podemos magoar e até ser injustos com os que nos rodeiam.

Beijinhos
Caminhando... a 19 de Novembro de 2009 às 21:37
olá joana :)

eu concordo com a cris...um bom caminho :)

beijinho
pingodemel a 18 de Novembro de 2009 às 16:09
Olá :)

É de facto um caminho a seguir :) Menos arrelias desnecessárias teremos concerteza.

Beijinhos

Caminhando... a 19 de Novembro de 2009 às 21:35
Um texto muito interessante e que reflecte bem a forma como todos deveríamos encarar a vida, com um espírito positivo e sem melodramas.
Beijinho
daplanicie a 18 de Novembro de 2009 às 12:09
Olá :)

É isso mesmo. Mas como o nosso coração, facilmente faz grandes melodramas... Há que saber "trava-lo", tentando encarar as coisas de forma calma e ponderada.

Beijinhos
Caminhando... a 19 de Novembro de 2009 às 21:34
Joana
Como diz a Nucha esse será o caminho para nos apaziguarmos, mas às vezes é tão difícil. Racionalmente até o fazemos, o problema é o coração que absolutiza coisas que não são assim tão absolutas... Um abraço de amizade
descobrirafelicidade a 18 de Novembro de 2009 às 11:27
Olá!
O coração é de facto um malandro. Há que tentar arranjar um meio termo, de modo a que o consigamos "travar".

Abraço terno
Caminhando... a 19 de Novembro de 2009 às 21:32
Uma mistura sensata do dois dará o caminho da paz interior!
Beijinhos
MissAna a 18 de Novembro de 2009 às 00:50
Olá!
O meio termo é sempre o melhor caminho :)

Beijinhos
Caminhando... a 19 de Novembro de 2009 às 21:29
Joana,
A Paz começará certamente por aí...no sentido até de apaziguar.
Abraço para ti e uma boa semana!
Nucha
Nucha a 17 de Novembro de 2009 às 23:43
Olá Nucha!
É isso. Há que tentar apaziguar tentando encarar de forma mais calma com o que nos sucede.

Um abraço e continuação de boa semana!
Caminhando... a 19 de Novembro de 2009 às 21:28
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
14
16
18
19
21
22
24
25
27
28
29
30
Online
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitas
Free Website Counters