Caminhando...
 
23
Abr 10

 

 

“Se alguém se banha rapidamente, não deverás dizer: «Não se saiu bem.» Melhor será que digas: «Foi rápido de mais.» Se alguém bebe muito vinho, não deverás dizer: «É um erro.» Melhor será que digas: «Bebeu muito vinho.» Antes de teres apurado a razão que levou alguém a proceder daqueles modos, como podes tu saber, em boa verdade, se alguém procedeu bem ou mal? E só deste jeito, não correrás o risco de te pronunciar sobre situações falsas tendo-as como situações verdadeiras.”


Epicteto, in 'Manual'

 

No meu compromisso matinal, tenho a tarefa de atender o público. Neste tempo, por mim têm passado pessoas com diferentes feitios, maneiras de estar e ser, educações e estados de espírito.

Tenho tido a hipótese de atender pessoas que são uns reais doces de tão meigas e educadas que são e que fazem com que fiquemos com um sorriso tanto no rosto como no coração que dura e conforta durante bastante tempo.

Por outro lado, também atendo pessoas que, mesmo sendo tratadas com respeito e atenção, não correspondem da mesma forma, muito pelo contrário. Há situações que fazem com me sinta mesmo triste por ver um lado tão feio e frio no ser humano.

Muitas vezes são elevadas vozes e iniciadas discussões por razões infantis, parvas e insensíveis. A grande maioria das vezes estas discussões acontecem pelo simples facto de haver pessoas que não se colocam noutro lugar senão o seu.

Tanta discussão, feias palavras e elevações de voz podem ser evitadas se pura e simplesmente se tentar procurar as razões para além do que aparenta ser...

publicado por Caminhando... às 20:52
Olá Joana
Ao ler o teu post lembrei-me de um dos cinco princípios do Reiki que diz:
Hoje não critiques!
Aprendi que quando o fazemos estamos a projectar em nós algo que mo fundo é defeito nosso e não o queremos reconhecer como verdade.
O segredo é aceitar.

Beijos
Manu

Ps. Adoro as músicas que escolheste
Existe um Olhar a 11 de Novembro de 2010 às 23:13
Olá Manu,

Bom ter-te aqui!
Sabes, sinto-me tentada a fazer um curso de Reiki e, esse principio que partilhas aqui ainda me faz ter mais vontade. Faz-me muito sentido esse ensinamento.

Beijinhos para ti e fico contente por gostares das músicas que aqui coloco ; )
Caminhando... a 13 de Novembro de 2010 às 20:21
olá joana

quem está em contacto com o público acaba por ver de tudo :) .


beijocas
pingodemel a 27 de Abril de 2010 às 16:14
Olá!

É isso. É complicado mas extremamente enriquecedor também.

Beijoca
Tenho a mesma realidade diária que descreveste aqui, também eu vejo todo o tipo de pessoas, que me deixam de muito feliz a muito triste, por serem como são. Julgam mal as pessoas, tratam-nas mal, são egoístas e superiores... Não se lembram que devem tratar os outros como gstariam de ser tratados... Há muita gente egoísta e desrespeitosa, infelizmente, mas depois há aqueles que se destacam por serem uma luz, uma lufada de ar fresco entre os outros e que nos fazem logo ficar bem dispostos de novo..
Bjns
cuidandodemim a 27 de Abril de 2010 às 13:39
Olá!

É triste ver algumas atitudes tão crueis mas como dizes há pessoas que passam por nós e são uma autentica luz, uma lufada de ar fresco : )

Beijinhos
Doce Joana,

É frequente, quando se atende público, aparecerem pessoas que pelo facto de estarem na situação privilegiada de momentaneamente poderem exigir, aproveitam para descarregar toda a sua frustração diária no inocente que apenas pretende cumprir da melhor maneira as funções para as quais foi contratado. Na maioria dos casos são pobres diabos que não têm nada na vida, nem monetária nem espiritualmente. Estão, no entanto, sempre prontos a julgar, porque estão sempre certos...Temos pena...o melhor é ignorar ou com alguma perícia tentar contornar a situação, para um desfecho sem consequências menos agradáveis.

Beijinhos doces
Margarida
MIGUXA a 25 de Abril de 2010 às 21:13
Olá Margarida!

Tenho ainda pouco tempo de experiencia nesta area mas o atendimento ao publico é mesmo complicado! Tanto se apanha pessoas que dá mesmo vontade de lhes dar um beijo ou um abraço de tão correctas, educadas e doces que são, enquanto outras são mesmo crueis...
Muitas vezes a agressividade é apenas uma mascara mas por vezes ve-se por certas atitudes que é mesmo má formação.

Um beijinho grande e que tenhas uma excelente semana.
Olá minha amiga! Para tudo é preciso muita ciência e paciência até para gente que não devia ter esse nome. Uma beijoca muito doce boa semana!
Sindarin a 25 de Abril de 2010 às 19:24
Olá Sindarin!

A calma, paciencia e tolerancia são realmente essenciais na inter-relação humana.

Beiijnhos para ti e Obrigada! Votos de boa semana!
O velho provérbio: "Não julgue o seu vizinho até andar duas luas nos mocassins dele." E tão difícil, que é, praticar o não-julgamento. Confesso-te que é das coisas que mais tenho dificuldade (se calhar, porque o pratico constantemente comigo própria também). No sentido de me lembrar diariamente que não o devo praticar tenho na minha secretária em letras garrafais esta citação de Deepak Chopra: "Começo o dia com o seguinte propósito: Hoje não farei nenhum julgamento sobre coisa alguma." Acredita que me tem ajudado, mas ainda não me desapareceu completamente esta tendência. Ainda tenho que trabalhar esta prática.
E hoje, mais uma vez, inspiraste-me. Valeu este teu post! Obrigada. Um domingo bom para ti
descobrirafelicidade a 25 de Abril de 2010 às 10:23
Olá querida Teresa!

Esse é um bom método, o que utilizas : )
Penso que isto é algo que vamos adquirindo ao longo do tempo e vamos tendo noção de que a primeira impressão, a imagem que nos é dada a conhecer não corresponde necessáriamente à verdade. Tendo vontade, se procurarmos os porques, ficaremos muitas vezes surpreendidos ou então elucidados.

Um beijinho e fico mesmo contente. Tantas vezes já o senti contigo seja ao ler-te, seja ao falar contigo. Transmites uma luz muito bonita!
Votos de boa semana!
Joana:
Há pessoas muito difíceis, como verdadeiros dias sem sol.
Nada acrescentam de válido ou positivo ao nosso dia. Tens, infelizmente, razão.
E é triste lidar (ou conviver, o que é pior) com elas.
Mas algumas, se formos mais fundo, escondem-se atrás dessas "máscaras" de agressividade, medos profundos que nunca confessariam.
Como sabes, para alguns, a melhor defesa é o ataque...
Às vezes, depois de tomar conhecimento das condições de vida de alguns dos meus alunos ou dos verdadeiros dramas familiares que lhes toca viver ...Acho, até, que mesmo os mais difíceis, ainda são muitos bons dadas as circunstâncias. Acredita-me.
Outros, tristemente, são apenas egoístas e sem futuro. Triste.
Depois estão todos os outros, que iluminam o teu e o meu dia ;)
Abraço e obrigada por lembrares Epicteto - andava esquecido e hoje voltei a ler as suas palavras.
Abraço
Marta M
De
Marta M a 24 de Abril de 2010 às 11:38
Olá Marta!

É isso. A maioria das vezes, é notório que a agressividade é apenas e só uma mascara pois a maioria das pessoas que mostram esta agressividade no local onde me encontro, têm um olhar vazio e triste.
O mais complicado para mim é ver por exemplo pessoas de idade, algumas delas uns reais bombons serem "alvo" destas pessoas e algumas ficam mesmo magoadas. É isso que mais me revolta.
Mas existem outras pessoas que se nota que é pura e simplesmente má formação.
Este post surgiu no seguimento de ter havido um dia em que atendi um senhor notoriamente doente. Todo ele tremia e ao fazer-me uma pergunta, demorou um pouco para que eu o conseguisse perceber pois também a lingua tremia. Conseguindo ter colocado a pergunta, lá lhe respondi e, o senhor que estava atrás, reagiu de forma muito cruel refilando com o tempo que estava a ser "gasto" com aquele senhor. E o pior de tudo é que o fez de forma a que o senhor o ouvisse. Não gostei nada disto e, tendo ido embora, disse-lhe que o senhor era doente e que portanto demorou um pouco mais não havendo necessidade nenhuma para tal reacção. Depois disto, não mais lhe ouvi a voz e a expressão dele era a de um autentico "Ups". Lá está, se estivesse mais atento tinha facilmente percebido o porque da demora, mas foi mais fácil julgar do que compreender.

Um beijinho para ti e votos de boa semana
Olá amiga.

Não consigo muito bem explicar porque é que as pessoas agem assim dessa maneira. Talvez seja uma maneira de roubar energia aos outros através da centralização das atenções nelas mesmas. No fundo talves sejam só pessoas a precisar de atenção. Não percebem elas que ao agirem de outra maneira, com mais amor e atenção recebem muito mais.

Por outro lado o facto de julgar em si é algo desconcertante no meu ponto de vista. Normalmente quem julga fá-lo sem dispor de todos os factos e simplesmente por uma atitude de superiorização. Como se quem critica fosse o dono da verdade ou uma pessoa perfeita. Não-los há.

Beijinho e um bom fim de semana é o que eu te desejo
FilipeP a 23 de Abril de 2010 às 23:27
Olá amigo Filipe!

Penso que é também, como abaixo partilhei com a amiga Emilia, uma maneira de não mostrarem vulnerabilidade pois muitos dos olhos desta pessoas, apesar da agressividade têm um olhar muito vazio e triste.

Julgar sem ter todos os lados visiveis é algo, tal como dizes, desconcertante. A primeira impressão significa muito mas é sempre importante e imprescindivel procurarmos os porques de tal atitude se acharmos que vale a pena. Se não, há que deixar passar não julgando.

Um beijinho para ti e votos de boa semana
Dá mesmo uma grande tristeza presenciar determinadas atitudes do ser humano; portam-se como verdadeiros irracionais às vezes. Temos a tendência de os classificar de mal educados, de pessoas sem formação, de autênticos estúpidos. Alguns até são tudo isso, mas muitas vezes estão com tantos problemas que descarregam em cima de quem os trata com educação e carinho. Com o passar dos anos tenho aprendido a olhar para essas pessoas com mais complacência ; tenho tentado pensar que alguma coisa de grave atormenta essas pessoas o que as faz agir de maneira tão indelicada. às vezes temos de fazer um esforço muito grande para não perdermos as estribeiras, mas isso vai-se conseguindo com o passar do tempo; hoje eu já consigo ter mais paciência com pessoas desse tipo, mas quando era mais nova confesso, explodia bastante. Um beijinho, Joana e desejo que tenhas um bom fim de semana
Emília
Anónimo a 23 de Abril de 2010 às 22:34
Olá Emilia!
Sabes, para mim os olhos dizem muito e, neste tempo tenho visto que, pessoas que mostram imensa agressividade têm um olhar muito vazio e triste, sendo portanto a agressividade uma mascara que utilizam para não mostrar vulnerabilidade.
Já se dirigiram a mim de forma muito pouco correcta mas, o que mais me chateia e magoa é ver pessoas que são uns doces e ao serem o "alvo" de algumas destas pessoas ficam notoriamente magoadas, isso é o que mais me doi. Comigo, não acho piada mas dou sempre o desconto e respondo e mostro que a atitude não me agradou e que foi pouco correcta mas sempre de forma a não perder a razão (muito também me vale o facto de ser calma e tolerante). Mas que é muito complicado é!

Um beijinho e uma boa semana
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
20
21
22
24
25
26
28
29
Online
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitas
Free Website Counters