Caminhando...
 
09
Ago 10

 

 (imagens retiradas da internet)

 

Muitas vezes é mais fácil amar do que ser amado. Temos dificuldade em aceitar a ajuda e apoio dos outros. A nossa tentativa de parecer-mos independentes não permite que o próximo tenha oportunidade de nos demonstrar o seu amor. Muitos pais, na velhice, roubam aos filhos a oportunidade de eles lhes darem o mesmo carinho e apoio que receberam quando crianças. Muitos maridos (ou esposas), quando são atingidos por certos raios do destino, sentem-se envergonhados por dependerem do outro. E, com isto, as águas do amor não se espalham. É preciso aceitar o gesto de amor do próximo. É preciso permitir que alguém nos ajude, nos apoie, nos dê forças para continuar. Se aceitarmos esse amor com pureza e humildade, perceberemos que o Amor não é dar ou receber, é participar.”

 

Do livro “Maktub”

Joaninha vim deixar um beijinho carinhoso com amor que a amizade também nos faz sentir pelos nossos amigos e desejar um felizfsemana com tudo de bom. Muita felicidade e saúde e paz, muita paz para apreciar e saborear a vida.
FatimaSoares a 20 de Agosto de 2010 às 19:10
Olá Fátima!

Muito Obrigada pelo mimo e carinho que tem para comigo!
Desejo que tenhas uma bela noite de sábado e um alegre domingo!

Espero que a saúde esteja melhor.

Um beijinho grande e tudo de bom.
Caminhando... a 21 de Agosto de 2010 às 23:47
Olá Joana
É neste espírito de partilha que hoje te venho visitar após ausência indesejada.
Partilho amizade, cumplicidade e um enorme sorriso e com este texto quero prometer deixar que me amem, que partilhem comigo o que de melhor temos e somos e caminharmos lado a lado nessa missão a que nós humanos fomos destinados e que tanta vez esquecemos, por orgulho desmedido, por egoísmo, ou como diz o autor, por vergonha.
Um belo texto para reflectir e mudar atitudes se assim julgarmos necessário.
Beijos
Manu
Existe um Olhar a 16 de Agosto de 2010 às 23:02
Olá Manu!

Que gosto é poder receber-te aqui e usufruir da tua companhia que é sempre tão boa e enriquecedora!
Muito Obrigada pela tua visita e palavras.

Um grande beijo e continuação de rápidas melhoras!
Caminhando... a 21 de Agosto de 2010 às 23:45
Joana:
Às vezes não nos colocamos na posição de dependência, emocional e outra, porque duvidamos (com razões...) sobre a capacidade ou a vontade de alguém fazer realmente algo por nós...
Nada justa esta vida, ou pelo menos não entendemos bem os caminhos...
Hoje estou assim para o desanimado...
Passa.
Abraço grande
Marta M
Marta M a 16 de Agosto de 2010 às 16:45
Querida Marta,

Isso acontece sim. Para que nos entreguemos há que saber se os braços (e corações) para onde vamos são envolventes ou vazios.

Um abraço muito forte e com carinho para ti.

Para arrebitares, toma este miminho bem viçoso:
Caminhando... a 16 de Agosto de 2010 às 22:47
Deu para reflectir este texto amiguita....
Acho que no momento em que as pessoas se aceitarem como são e virem a vida não a partir dos seu olhos, mas como algo mais abrangente, em que todos estamos ligados e em que todos somos peças do mesmo jogo tudo será diferente. A vida na realidade é simples, nós é que influenciados por tantas coisas exteriores vamos tornando tudo cada vez mais dificil e construindo muros á nossa volta.
O texto pega numa palavra que para mim é central: "humildade". Usada correctamente ela pode fazer a diferença na vida das pessoas e na maneira delas interagirem umas com as outras e mesmo como sentem o mundo.

Beijinho e um bom fim de semana para ti :)
FilipeP a 13 de Agosto de 2010 às 23:54
Olá Amigo Filipe!

A humildade é mesmo extremamente importante. Sendo humildes conseguimos ver muito melhor o que nos rodeia pois não temos as palas da arrogância, egoismo, enfim.

Um beijinho grande e votos de boa semana! Que aproveites o sol!!

Caminhando... a 16 de Agosto de 2010 às 22:36
Querida amiga venho deixar um beijinho de boa noite e agradecer o carinho das palavras.
FatimaSoares a 12 de Agosto de 2010 às 21:38
Obrigada Fátima!

Um beijinho e uma noite descansada.
Caminhando... a 12 de Agosto de 2010 às 21:58
concordo ... amar é participar :)

beijocas
pingodemel a 11 de Agosto de 2010 às 11:03
Olá Joana!

E é mesmo ; )

Beijoca e boa noite para ti
Caminhando... a 12 de Agosto de 2010 às 21:22
No Brasil havia um anúncio na televisão, já não me lembro se era de penso ou de pomada, mas era uma criança que caía, ficava com o joelhinho ferido e vinha o pai a correr para curar a ferida; o anúncio terminava com a frase: " não basta ser pai...é preciso participar..."è isso mesmo, Joana, não basta amar, ser amado..é preciso participação, é preciso que nos envolvamos nesse acto de amor, deixando que nos amem, que nos mostrem que nos querem bem; é preciso que aceitemos o amor e o carinho dos outros, mostrando que estamos cientes de toda essa atenção que nos dedicam. Se nos querem ajudar devemos aceitar, se querem ser nossos amigos, devemos aceitar essa amizade. Quando não aceitamos é sinal de que também não queremos dar. Pelo menos eu penso assim. Se um amigo não aceita o meu apoio quando precisa, não o procuro quando sou eu a precisar.. Um beijinho e parabéns pelo tema.
Emília
comunicadoras a 11 de Agosto de 2010 às 02:08
Olá Emilia!

Tanto sentido que faz essa frase do anúncio. A condição por si só não chega, há que po-la em prática.
No que toca ao amor também é assim. Há que sobretudo participar e fazer com que as águas do amor se espalhem.

Entendo o que dizes em relação à amizade. Ao não aceitar o apoio faz com que uma bareira seja criada e depois, não nos sentimos à vontade para pedir um ombro.

Um beijinho e Obrigada.
Caminhando... a 12 de Agosto de 2010 às 21:21
Doce Joana,

Amar é um verbo que grande parte das vezes é conjugado egoisticamente, daí os desencontros cada vez mais frequentes entre casais, entre familiares entre amigos entre indíviduos duma comunidade.

Não basta dizer que se ama é preciso construir e com arte esse mesmo amor.

Dar, receber, partilhar, conceder, perdoar, cuidar, apoiar...enfim, tudo factores essenciais para que se possa falar em Amor...

Beijos com ternura
Tua amiga do coração
Margarida



MIGUXA a 10 de Agosto de 2010 às 21:29
Olá Margarida!

Tal como a senhora que comentou anteriormente aqui referiu, temos tendência para complicar imenso as coisas.
Mesmo no que toca a algo tão necessário, tão puro e simples, conseguimos complicá-lo e leva-lo para o lado oposto à sua essência. O egoismo está cada vez mais presente nas relações humanas. O gostar por algum interesse também está cada vez mais presente em nós. E é muito triste...

Dar, só pelo gosto de o fazer é tão mais especial do que dar com uma mão e estender logo a outra...

Um beijo mto grande para ti e um final de semana com muito amor e alegria!
Caminhando... a 12 de Agosto de 2010 às 17:39
O ser humano tem tendência para complicar tudo, não é?
O amor é o melhor que podemos ter e mesmo assim a grande maioria das vezes não facilitamos.
Tanto eu como o meu marido costumamos dizer que somos a bengala um do outro. Eu preciso dele e ele precisa de mim.
Ainda há pouco tempo uma amiga me dizia que vivia muito bem sem o marido, o único problema era a parte monetária. Isto é vida?
Não me parece, tanto mais que o objectivo de todos nós é sermos felizes!
Beijinhos
geriatriaaminhavida a 10 de Agosto de 2010 às 14:52
Olá!

Antes de mais obrigada pela presença!
É verdade. Temos tendência para tornar coisas simples em algo muitissimo complicado.

Uma verdadeira união é assim mesmo, quando há apoio, carinho e respeito mutuo.

Um beijinho e Obrigada, vou também adicioná-la.
Caminhando... a 12 de Agosto de 2010 às 17:30
Bonito o que escreve.
O objectivo é mesmo ser feliz, mas há quem esteja na vida com uma atitude permanente de complicar a sua vida e a dos outros...
E nada preocupada em tornar o caminho dos outros, pelo menos, mais leve.
E às vezes são pessoas absolutamente dependentes e que não se podem colocar de lado.
Às vezes por razões financeiras, outras por outras razões, as pessoas permanecem juntas...
Muito complicado, como saberá pelo trabalho que desenvolve.
Marta M
Marta M a 16 de Agosto de 2010 às 16:53
É sim joana. Amar é participar. Não é dar apenas, porque há pessoas que só sabem dar e depois acabam por não receber nada em troca porque há outras pessoas que só sabem receber. Mas amar não é receber apenas... É participar, partilhar, uma relação entre duas pessoas necessita de esforço de ambas as partes...
Muito haveria a dizer sobre este texto...
Bjns
cuidandodemim a 10 de Agosto de 2010 às 13:24
Olá!

É isso. Há que haver um equilibrio e é de extrema importância que se façam as coisas sem pensar na recompensa depois. Importante é participar, partilhar quando sentimos e temos vontade.

Um beijinho grande para ti
Caminhando... a 12 de Agosto de 2010 às 17:09
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
31
Online
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitas
Free Website Counters