Caminhando...
 
09
Jan 12

 

 

“Sou um só, mas ainda sou um. Não posso fazer tudo, mas posso fazer alguma coisa. E, por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso.”

 

Autor desconhecido

Essa frase faz tanto sentido na minha profissão , Joana. Falta é eu colocar na cabeça que não posso fazer tudo...
Beijinho
momentosdisparatados a 5 de Fevereiro de 2012 às 17:38
Olá Maria,

Entendo perfeitamente que te faça sentido esta frase. Também preciso de fazer esse exercício, o de saber que não podemos fazer tudo...

Beijinhos
Caminhando... a 5 de Fevereiro de 2012 às 21:44
Doce Joana,

Dar-mo-nos ao outro não é assim tão difícil...é uma questão de saber partilhar...por vezes valem mais um sorriso, umas palavras carinhosas que certos bens materiais...e mundo seria outro...

Beijinhos ternos
Tua amiga do coração
Margarida
MIGUXA a 18 de Janeiro de 2012 às 19:54
Margarida,

E é tão bom caminhar olhando para o outro, sorrir, dizer "Bom dia", perguntar se está tudo bem, enfim uma série de coisas que significam mais do que bens materiais, como referes.

Beijinho com muita ternura
Caminhando... a 20 de Janeiro de 2012 às 16:38
somos um no meio de uma multidão que vive cada dia com um conformação que me assusta.

Feliz 2012
Isaspas a 18 de Janeiro de 2012 às 10:22
Boa tarde, Isaspas

Para que sejam conseguidas mudanças e melhorias, cada um de nós tem de dar um passo e ser agente activo.

Obrigada pela visita,
Joana Ferreira
Caminhando... a 20 de Janeiro de 2012 às 16:12
Se cada um de nós fizesse um pouquinho que fosse tudo seria tão diferente. Se ao menos cada um de nós sorrisse para um desconhecido todos os dias, não seria o mundo muito mais alegre? As nossas atitudes influenciam a vida dos outros muito mais do que pensamos. Se ao menos todos tivessem consciência disso...

Beijinho Joana :)
FilipeP a 10 de Janeiro de 2012 às 21:38
Olá Filipe,

Seria mais fácil, sem dúvida.

Um beijinho para ti e um feliz fim de semana. Obrigada pela visita.
Caminhando... a 15 de Janeiro de 2012 às 11:57
A vida espera sempre algo de nós e, apesar de sermos um só, se fizermos a nossa parte seremos o mundo inteiro. Cada um tem o seu talento e é nosso dever utilizá-lo, mesmo que nos pareça insignificante. Se cada um der o seu melhor em cada acção que realiza com certeza que conseguiremos fazer a mudança tão necessária aos tempos de hoje. É preciso muito trabalho, mas é também preciso que manifestemos os nossos afectos sem medo, pois as pessoas estão muito carentes de sorriso, de abraços, de amizade e de amor; muitas vezes estes são mais necessários do que o pão para a boca. Parabéns pelo post, Joana e tenho a certeza que os afectos que dás te são devolvidos.. Um grande beijinho carregadinho de muita amizade
Emília
comunicadoraspt@hotmail.com a 10 de Janeiro de 2012 às 15:16
Olá Emilia,

Sabes o que sinto que faz falta que reconheçamos? Que vale a pena. Por nós, pelos outros e pela vida.
Tal como dizes, se cada um fizer um pouco, e sobretudo, se estivermos atentos, tudo se torna mais fácil.
Sim, os afectos muitas vezes significam mais do que pão. Só o facto de as pessoas se sentirem "vistas" enche-lhes a alma.

Obrigada, Emília. Retribuo todo o carinho e faço-te chegar um abraço com muita ternura! Bom fim de semana
Caminhando... a 15 de Janeiro de 2012 às 11:55
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31
Online
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitas
Free Website Counters