Caminhando...
 
20
Fev 12

 

“Fácil é perguntar o que
se deseja saber,
difícil é estar preparado para escutar a resposta,
ou querer entendê-la.
Fácil é chorar ou sorrir quando se tem vontade,
difícil é sorrir com vontade de chorar,
ou chorar de tanto rir, de alegria.
Fácil é dar um beijo,
difícil é entregar a alma,
sinceramente…por inteiro.”

Carlos Drummond de Andrade

publicado por Caminhando... às 00:14
música: Ludovico Einaudi - Le onde
05
Set 10

(imagem retirada da internet)
 

Hoje, em muito boa companhia, fui ao cinema e antes do filme começar, passou este mini-filme que gostei muito e gostava de o partilhar convosco. Como ao incorporar o vídeo não é possível a sua visualização deixo aqui o Link

 

Tradução das palavras finais:

 

“Medo do desconhecido. Eles têm medo de novas ideias. Estão cheios de preconceitos não baseados na realidade mas, baseados no facto de se algo é novo é rejeitado de imediato porque é assustador. O que é feito em contrapartida é ficar com o que é familiar.

Para mim, as coisas mais bonitas em todo o Universo são as mais misteriosas.”

 

 

"Aquilo que se aproxima, não é a comunhão das opiniões, mas a consanguinidade dos espíritos"

 

Marcel Proust

30
Ago 10

 

 

Espantoso como, nas mais improváveis situações, se torna o que se considera impossível, em possível de forma tão rápida.

 

 

P.s : Muito Obrigada Margarida!

 

 

15
Mai 10

(imagem retirada da internet) 

 

Hoje, enquanto me dirigia para a entrada de uma superfície comercial, vim lado a lado com uma senhora que também ia entrar. Ouço-a a fungar, uma e duas vezes, achando que não era som de simples constipação, e por isso decidi olhar. Ao faze-lo, vi a sua face coberta de lágrimas. Ao vê-la assim, primeiro pensei se devia, e depois decidi perguntar se estava tudo bem (pergunta esta já com resposta…). Continuando a olhar para o chão, a senhora suspira, olha para mim, e diz-me que não está tudo bem mas que agradece o facto de eu ter perguntado. Ouvindo-a, antes de me ir embora, deixei-lhe um sorriso, tendo esta, devolvido um pequenino, mas com brilho no olhar, deixando o meu também brilhante.

 

Este momento, fez-me questionar relativamente à nossa dificuldade ou mesmo falta de vontade de falar com “desconhecidos”.

Estamos aqui todos com o mesmo objectivo: ser felizes; somos todos alcançados por tristeza, mágoa e dúvidas. No fundo, temos todos personalidades diferentes, maneiras diferentes de percorrer esta caminhada mas temos muito para partilhar, muito para dar e porque não percorrer este caminho sem que olhemos para os outros como desconhecidos?

 

 

 “Diz o mestre:

 

Vontade. É uma palavra que nós devíamos colocar sob suspeita durante algum tempo. Quais são as coisas que não fazemos porque não temos vontade e quais aquelas que não fazemos porque são arriscadas?

Eis um exemplo de que confundimos com “falta de vontade”: falar com desconhecidos. Seja uma conversa, um simples contacto, um desabafo, raramente conversamos com desconhecidos. E achamos sempre que “foi melhor assim”. Acabamos por não ajudar e por não ser ajudados pela Vida.

A nossa distância faz com que pareçamos muito importantes, muito seguros de nós mesmos. Mas, na prática, não estamos a deixar que a voz do nosso anjo se manifeste através da boca dos outros.”

Do livro Maktub, de Paulo Coelho

26
Jul 09

(imagem retirada da internet)

 

Como já referi no post do dia 16 Julho acerca da mãe mais velha do mundo, volto a referir que, não sou ninguém para julgar mas, há coisas que me fazem uma tremenda confusão e, por muito que ponha a minha cabecinha a carburar, não encontro respostas plausíveis para certas atitudes que nós, seres humanos, tomamos.

Neste caso, falo de pais (neste caso, somente um deles) que não assumem os filhos.

Existem casos em que, um dos pais assume e toma conta, educa e mima a criança, enquanto que, o outro progenitor foge totalmente às responsabilidades…

Compreendo que  ser Pai/Mãe não é de todo fácil pois, implica que se façam inúmeras escolhas entre elas, deixar de olhar numa só direcção. Implica acarretar com a enorme responsabilidade de criar e educar um ser humano frágil e indefeso que necessita de cuidado diário, grandes doses de paciência e devoção.

Tentando encontrar um adjectivo para esta atitude, só me ocorre, cobardia…

Como será possível que, à medida que os anos vão passando, saber que, temos um pedaço de nós no mundo que, muito possivelmente terá inúmeras parecenças connosco e, mesmo assim, não tentar mudar de atitude e, querer conhecer a criança…

É concerteza duro para as crianças nesta situação, terem no fundo, um espaço em branco num dos postos mais importantes da sua vida. Muito sinceramente, penso que, o mais importante nestes casos, que infelizmente não são raros, é dar o máximo valor possível ao Pai/Mãe que, mimou, criou, cuidou, sofreu, tudo em dose dupla.

Existem, e ainda bem, muitos/as Pais/Mães coragem que, embora passando por tremendas dificuldades e duplo trabalho, tudo fazem para que os filhos sejam seres humanos dignos e felizes!

Isso sim é o mais importante!

publicado por Caminhando... às 22:37
04
Nov 08

(imagem retirada da internet)

 

Tenho-te em branco, imagino-te em branco.

Imagino, e pinto-te segundo a maneira como imagino que serás.

Não fiz nenhum esboço teu, pois como o poderei fazer se nunca te visualizei?

 

Em pequena, que falta me fez poder ter conseguido desenhar-te!

Ao invés, pintava outros desenhos, em que cores se sobrepunham a cores,

Originando quadros cheios de cor e vitalidade.

 

Quero pintar-te pela simples razão de ter cores que só a ti estão destinadas.

Como não o posso fazer, usei as "tuas" cores, num desenho que, infelizmente já me voou.

Essas cores fizeram com que surgisse um dos desenhos mais belos que jamais pintei.

 

Tentei obter pelo menos uma informação tua para puder pelo menos um esboço teu efectuar,

Mas em vão, nem sempre a incerteza tem fim!

Triste por não o ter conseguido efectuar? Sim, mas satisfeita por ter tentado!

 

A tentativa vale, por vezes mais, do que a própria descoberta!

publicado por Caminhando... às 20:31
sinto-me:
música: That I Would Be Good - Alanis Morissette
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Online
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitas
Free Website Counters