Caminhando...
 
02
Dez 12

(imagem retirada da internet)


Que vivamos com o máximo de dedicação, colocando o melhor que somos no que fazemos. Aproveitemos o dia de hoje (e todos os que temos a sorte de viver) para abraçar, beijar, sentir, aproveitar, perdoar, ouvir, criar, dar, ser, crescer. Que esta caminhada seja percorrida da melhor, mais completa e enriquecedora maneira possível.


Nota: Votos de Feliz Natal e que 2013 traga esperança e serenidade.


11
Jun 12

Para visualizar o video, carregar na opção "ver no youtube"

 

No seguimento do post anterior, partilho aqui este vídeo.

Maravilhosa e inspiradora a postura desta senhora perante a vida. A escolha da música não podia ser mais adequada e a resposta final é magnífica, daí que, aconselho o visionamento do vídeo até ao fim.

28
Abr 12

 

(imagem retirada da internet)

 

“A satisfação de vida não é algo que acontece. Não é o resultado da sorte ou do azar. Não é algo que se possa comprar com dinheiro ou com poder. Não parece depender tanto dos acontecimentos externos, mas sobretudo do modo como os interpretamos. A satisfação é uma condição vital que cada individuo deve preparar, cultivar e defender. Os indivíduos que sabem controlar e orientar a sua experiência interna são capazes de determinar a qualidade das suas vidas, isso é o mais próximo que podemos estar de uma autêntica satisfação de vida”

Czikszenmihalyi

 

“A autêntica satisfação de vida não só é possível, como se pode e deve cultivar, identificando e utilizando muitas das fortalezas e recursos que o individuo já possui: ao identificar e desenvolver o melhor de si, o indivíduo melhora sensivelmente a sua vida e a de quantos o rodeiam”

Seligman

09
Jan 12

 

 

“Sou um só, mas ainda sou um. Não posso fazer tudo, mas posso fazer alguma coisa. E, por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso.”

 

Autor desconhecido

28
Dez 11

 

Que 2012 seja um ano em que a esperança impere. Um excelente ano e tudo de bom para todos!

11
Dez 11

(imagem retirada da internet) 

 

“Não devemos pedir que os acontecimentos ocorram como queremos, devemos querê-los como ocorrem: assim a vida será feliz”.

Epicteto

 

Ter assuntos mal resolvidos só nos faz mal. Cultivar sentimentos de revolta, raiva, incapacidade para perdoar, vai-nos corroendo e destruindo pouco a pouco.

É difícil aceitar a perda de pessoas queridas, doenças, e tantos outros acontecimentos que nos causam grande sofrimento. É sobretudo complicado aceitar que há coisas que não podemos mudar, pois não estão sob o nosso controlo, mas a verdade é que a vida não nos segue, somos nós que a temos de acompanhar.

 

Ao não aceitar tornamo-nos amargos, tristes, tratamos os outros da maneira como nos sentimos e a nossa visão da vida fica limitada, pois a única coisa que fazemos é fugir, deixando de ver o que nos rodeia, e consequentemente que a vida nos passe ao lado. Quanto mais resistimos mais perpetuamos o sentimento, tornando-o mais pesado. Em vez de ter algo a correr atrás de nós, podemos trazê-lo para o nosso lado, pôr-lhe a mão por cima dos ombros e dizer: “Que posso eu aprender contigo?” Há que optar entre viver fugindo ou viver sentindo, e entre sobreviver ou efectivamente viver desfrutando ao máximo desta caminhada.

A dor não desaparece, mas em vez de fugir, podemos aprender a saber lidar com ela. Existe sempre alguma ilação a tirar e oportunidades para crescer.

 

Para aceitar é preciso estar disposto a enfrentar o que nos causa sofrimento, tentando compreendê-lo, e perceber o que aquele acontecimento nos fez ver, que antes não tínhamos capacidade para ver.

Algo que acredito é que a capacidade para aceitar é maior quanto maior for a nossa ligação à vida. Para que esta ligação seja conseguida, precisamos de estar primeiro ligados a nós.

Aceitar não é desistir nem tão pouco resignar-se. É um processo muito complicado, moroso, e pressupõe um intenso trabalho interior. Conseguindo-o, começamos a percorrer um caminho de paz e a vida alarga-se em sentido e profundidade, porque nos tornamos mais atentos e sensiveis a novos aspectos. 

 

 

Nota: É bom estar de volta!

16
Fev 11

 

 

"1 - Por cada tanque fabricado no mundo fabricam-se 131 mil ursos de peluche;

2 - Por cada bolsa de valores que sofre um colapso existem dez versões da música “What a wonderful world”;

3 - Por cada pessoa corrupta há oito mil que doam sangue;

4 - Por cada muro que existe colocam-se 200 mil tapetes a dizer “Bem-vindo”;

5 - Enquanto um cientista projecta armas novas existem um milhão de mães que fazem bolos de chocolate;

6 - No mundo imprime-se mais dinheiro do jogo “Monopólio” do que dólares;

7 - Existem mais vídeos divertidos na internet que noticias más em todo o mundo;

8 - Na internet, AMOR tem mais resultados que MEDO;

9 - Por cada pessoa que diz que tudo vai piorar existem 100 casais que esperam um filho;

10 - Por cada arma que é vendida no mundo 20 mil pessoas compartilham uma Coca-Cola

 

Baseado num estudo realizado em 2010 sobre a situação actual do mundo"

 

Que não maximizemos as coisas más ao ponto de deixarmos de ver as coisas boas. Que valorizemos pequenos momentos, pequenas conquistas e partilhemos sorrisos e ajuda pois entre todos tudo se torna mais fácil e mais enriquecedor. Que nunca esqueçamos que há sempre razões para acreditar!

02
Fev 11

 

 

(…)

"Mas é preciso morrer e nascer de novo
semear no pó e voltar a colher
há que ser trigo, depois ser restolho
há que penar pra aprender a viver


E a vida não é existir sem mais nada
a vida não é dia sim, dia não
é feita em cada entrega alucinada
pra receber daquilo que aumenta o coração."

(…)

Mafalda Veiga – “Restolho”

27
Dez 10

(imagem retirada da internet)

  

Que neste e em todos os dias de todos os anos, nos lembremos sempre que temos imenso poder nas mãos, basta ter vontade, e que uma pessoa pode realmente fazer a diferença. Com pouco podemos fazer muito, e não podemos ajudar toda a gente em todo o lugar, mas podemos ajudar alguém nalgum lugar.

Que não pensemos só no que a vida nos pode dar, mas no que nós podemos dar à vida, sempre tendo presente que tempo é Vida.

  

 

Muito Obrigada pelo carinho, boas palavras, amizade e atenção com que me brindam sempre.

Que tenham maravilhosos dias é o que com carinho e amizade vos desejo. O melhor para todos.

31
Jul 10

(imagem retirada da internet)
 

Durante muito tempo estiveste dentro de mim. Foste-te entranhando e fazendo com que tudo ficasse com menos cor a cada dia que passava.

Vieste e impuseste-te.

Chegou uma altura em que a tua presença me sufocava, não me deixando alcançar o objectivo da minha existência: Ser e Viver.

Consegui a pouco e pouco descolar-te de mim. Depois, durante um tempo não te quis perto, tive medo que te entranhasses de novo e que clareasses a cor que me rodeava. Pé ante pé, fui-me aproximando de ti e deixei que ficássemos lado a lado.

Bom poder agora ter a hipótese de escolher ou não a tua companhia. Fazes-me falta, mas só em alguns momentos dos meus dias.

 

Hoje, senti a tua falta e procurei-te. Dei-te a mão e lá fomos. Estivemos junto ao mar, junto do arvoredo e junto da paz.

És tu a solidão.

Em apenas momentos da minha vida a tua presença enriquece-me; em todos eles, enfraquece-me. Por isso, fica aí ao lado companheira e sempre que me fizeres falta, chamo-te e faremos com certeza boa companhia uma à outra.

 

Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Online
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitas
Free Website Counters