Caminhando...
 
15
Ago 11

(imagens retiradas da internet)

  

“Às vezes ouço passar o vento, e só de o ouvir passar, sinto que vale a pena ter nascido.”

Fernando Pessoa

 

 

Sentir o calor do sol no rosto. Ver as diferentes tonalidades da Natureza. Ver e ouvir o mar a embater nas rochas e acompanhar o seu movimento. Sentir o cheiro dos eucaliptos. Contemplar o azul do céu. Atravessar uma estrada, mesmo pelo meio da Serra, e sentir um abraço da Natureza. Sentir o vento fresco de uma noite de Verão e aproveitar a calma que esta altura do dia nos oferece.

 

Só por isto já vale a pena estar aqui. No entanto, para além da beleza da Natureza, temos o prazer de ter muito mais para ver, sentir e desfrutar. Temos as interacções, as conversas, os afectos, e muito mais. Sortudos que somos!

26
Mai 10

 

Ontem, aproveitando o dia livre, fui até Sintra. Vivo no concelho, estando a 10 minutos do coração desta histórica vila.

 

A Natureza enche-me a alma e revigora-me tendo por isso resolvido dar a Volta do Duche. Este caminho é de uma beleza extrema pois, encontramos em ambos os lados da estrada natureza: eucaliptos, pinheiros, acácias, enfim… A meio deste percurso, que é circular, encontramos o Parque da Liberdade.

Em pequena, tantas vezes a minha Mãe lá nos levou mas só ontem, senti que aproveitei e absorvi verdadeiramente toda a beleza deste espaço.

Ao andar pelos caminhos, tocar na árvores, sentar-me nos bancos, sentir o cheiro das plantas, arvores,  os meus olhos ficaram rasos de água. Já não é a primeira vez que me emociono quando estou rodeada pela natureza pois, a sua tamanha beleza deixa-me tão deslumbrada que faz com que sinta até reverência perante ela. Ao estar "dentro" dela, sinto uma sensação de aconchego e de profunda paz.

Partilho convosco algumas fotos, estas tiradas da internet pois as que tirei ainda não passei para o computador:

 

 

Chegada a casa, o sentimento de paz era tão grande que apenas pensei: Muito Obrigada!

 

Ao ler o meu blog, um conhecido perguntou-me porque agradeço tanto e partilho convosco o porquê: Não me canso de agradecer pois, ao faze-lo sinto que estou a valorizar e a não tomar por garantido o que me rodeia o que não me deixaria "ver". As pessoas e toda a restante beleza que me rodeia merecem a minha total atenção e só assim sinto que Vivo e me faz sentido percorrer esta caminhada!

Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Online
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitas
Free Website Counters