Caminhando...
 
17
Out 09

(imagem retirada da internet)

 

No dia 14 de Outubro, tive o gosto de ler mais um texto escrito pela terna Amiga Teresa.

O tema por si escolhido foi o Optimismo.

Muito gostei de o ler e, deixou-me a reflectir relativamente a esta característica humana de tentar ver sempre o lado positivo das coisas, algo que creio, Infelizmente, estar um pouco em desuso.

 

Encontrei estas palavras de uma psicóloga portuguesa que gostaria de partilhar convosco:

“Segundo a psicóloga Helena Marujo (…) o optimista "é uma pessoa que é capaz de se rir das suas desgraças, que encontra sempre alguma coisa de positivo, de engraçado, de divertido, em particular nas experiências menos positivas. É aquele que sonha e que corre o risco de que esse sonho se venha a realizar. É aquele que acredita que tem capacidades para gerir o seu destino, e que a vida não é uma coisa imposta mas algo que se constrói".

"As pessoas optimistas são aquelas que acham que a vida vale a pena ser vivida".

 

O optimismo, tal como a esta Amiga colocou como título do seu post, constrói-se. Existe a necessidade de ter a percepção de que, temos a hipótese de decidir que caminho e que lado escolher.

Há que, tal como diz esta psicóloga “ treinar a flexibilidade de pensamento. Podemos pensar: ‘Espera lá, isto é uma hipótese, mas há outras.' Há dezenas de explicações para o que nos acontece. Porque é que havemos de pegar sempre nas mais negativas?"

 

Tal como comentei no seu post, penso que o grande problema/entrave à felicidade de muita gente é não dar valor às coisas que possui agora: as pessoas com as quais convive, o trabalho que tem, etc. Quer-se sempre mais e mais, fazendo com que, esta onda de constante insatisfação faça com que o optimismo e a alegria de viver não surjam.
Para que consigamos ser optimistas penso que temos de encontrar uma certa paz interior para que consigamos sentir, ouvir, cheirar, e no fundo valorizar tudo o que nos rodeia, tornando-nos assim agradecidos e, optimistas relativamente ao que poderá vir!
Para que sejamos optimistas temos de ter o coração um pouco confortado pois, de coração vazio é um pouco difícil o sorriso aparecer.

 

Um optimista, segundo esta psicóloga:

- Recusa o perfeccionismo, mas sabe que pode sempre melhorar.
- Sabe que a forma como olha, interpreta e sente a realidade determina em muito essa mesma realidade. Vê o melhor e espera o melhor.
- Acredita que ‘o destino não está marcado'. Pode - e deve - transformar sonhos em realidades.
- Nunca se esquece que tem nas mãos uma parte central do seu próprio futuro
- Sabe que um insucesso ou um erro não é um pecado, mas uma óptima experiência de aprendizagem. Anota, aprende e segue em frente.
- Sabe que os outros têm sempre razões para se comportarem como se comportam, e que mesmo nas pessoas mais difíceis é possível ver talentos.
- Gosta de si, aprecia-se e transmite entusiasmo aos outros.
- Sabe lidar de forma controlada com as emoções mais negativas. Ouve mais do que fala, respeita mais do que impõe.
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
18
19
20
21
22
23
25
27
28
30
31
mais sobre mim
pesquisar neste blog