Caminhando...
 
26
Jan 10

(imagem retirada da internet)

 

"No fim tu hás-de ver que as coisas mais leves são as únicas que o vento não conseguiu levar:
- um estribilho antigo;
- um carinho no momento preciso;
- o folhear de um livro de poemas;
- o cheiro que tinha um dia, o próprio vento..."

 

 Mário Quintana

publicado por Caminhando... às 21:38
Gosto muito deste pequenina mensagem de Mário Quintana.São mesmo as coisas mais leves, os pequeninos gestos que ficam retidos na nossa memória para sempre. Penso que qualquer um de nós lembra até hoje pequenas atenções que recebeu de alguém, pequenos carinhos recebidos dos pais, uma palavra que um amigo disse num momento de aflição e que, apesar de ser uma simples palavra, ficou para sempre guardada; o vento nunca conseguirá levar! Um beijinho, Joana e parabéns pela escolha
Emília
comunicadoras a 27 de Janeiro de 2010 às 17:31
Olá Emilia : )

É isso mesmo! Grande parte das nossas memórias é feita destas pequenas coisas tão leves mas que, mesmo passados anos, elas sempre permaneceram.

Obrigada querida amiga e um beijinho muito grande também à Herminia
Caminhando... a 29 de Janeiro de 2010 às 22:07

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
mais sobre mim
pesquisar neste blog