Caminhando...
 
09
Ago 10

 

 (imagens retiradas da internet)

 

Muitas vezes é mais fácil amar do que ser amado. Temos dificuldade em aceitar a ajuda e apoio dos outros. A nossa tentativa de parecer-mos independentes não permite que o próximo tenha oportunidade de nos demonstrar o seu amor. Muitos pais, na velhice, roubam aos filhos a oportunidade de eles lhes darem o mesmo carinho e apoio que receberam quando crianças. Muitos maridos (ou esposas), quando são atingidos por certos raios do destino, sentem-se envergonhados por dependerem do outro. E, com isto, as águas do amor não se espalham. É preciso aceitar o gesto de amor do próximo. É preciso permitir que alguém nos ajude, nos apoie, nos dê forças para continuar. Se aceitarmos esse amor com pureza e humildade, perceberemos que o Amor não é dar ou receber, é participar.”

 

Do livro “Maktub”

Bonito o que escreve.
O objectivo é mesmo ser feliz, mas há quem esteja na vida com uma atitude permanente de complicar a sua vida e a dos outros...
E nada preocupada em tornar o caminho dos outros, pelo menos, mais leve.
E às vezes são pessoas absolutamente dependentes e que não se podem colocar de lado.
Às vezes por razões financeiras, outras por outras razões, as pessoas permanecem juntas...
Muito complicado, como saberá pelo trabalho que desenvolve.
Marta M
Marta M a 16 de Agosto de 2010 às 16:53
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
31
mais sobre mim
pesquisar neste blog