Caminhando...
 
20
Mai 11

(imagem retirada da internet)
 
Tantas vezes são feitos julgamentos infundados em relação a alguém, sem nunca sequer ter sido trocada uma palavra, ou até um olhar com essa pessoa.  Raras são as vezes em que se procura calçar os sapatos dos outros e perceber a razão de certo comportamento, atitude, o que for. Que injusto é este julgamento precoce, tendo como bases o que parece, ou o que dizem ser... Sinto que se está a deixar de querer conhecer o fundo, pois a superfície já é considerada suficiente e confesso que me entristece bastante ver pessoas da minha geração e de gerações mais maduras, que estudam para ser educadoras, a terem comportamentos deste tipo. Como se ensina e transmite algo que não se pratica?
 
Partilho aqui um vídeo que contem uma mensagem que considero ser muito valiosa.
Olá amiga Emília!

Esta palestra é mesmo muito boa. Quando a encontrei e a vi fiquei mesmo contente.
Os exemplos de pessoas que são referidos, entre eles Madre Teresa de Calculá, e as frases que estes proferiram são de uma força e significado imenso.
Quando se é educador, ou se estuda para lá chegar, acredito que se tem de fazer um trabalho interior e pensar no impacto que as nossas acções terão nas pessoas com as quais vamos estar/trabalhar. O objectivo de um educador é, entre outros, transmitir bons exemplos e valores, e confesso que me preocupa ver comportamentos por parte de futuros educadores, nada adequados a tão grande responsabilidade...

Beijinho grande para ti
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31
mais sobre mim
pesquisar neste blog