Caminhando...
 
15
Fev 09

 

(imagem retirada da internet)

  

Um blog amigo Um mel docepropôs-me um desafio, que consiste em:

 

Escrever uma possível definição do Amor;

Passar o desafio a dez blogs;

Comentar nos blogs que desafiamos;

Mencionar estas regras.

 

 Mto Obrigada!

 

 

Curioso ou não este desafio veio precisamente no seguimento do assunto do último post...sendo assim:

 

 

“Depois de algum tempo percebemos a diferença,
a subtil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.
Aprendemos que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre
significa segurança. E começamos a aprender que beijos não são contratos
e presentes não são promessas.

Começamos a aceitar as nossas derrotas com a cabeça erguida e olhos
adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.
E aprendemos a construir todas as nossas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Lamentar uma dor passada, no presente, é criar outra dor e sofrer novamente.

É mais fácil obter o que se deseja com um sorriso do que à ponta da espada.”

William Shakespeare

 

 

Para mim o amor é algo indispensável à existência de qualquer um de nós. Penso que mais do que qualquer outra coisa, o que mais ansiamos é ser amados, pois o amor é a força que nos conduz. O amor tem várias formas, vários graus, várias intensidades… Existe o amor por um pai, por um irmão, por um amigo, por um filho, por um marido…

Amar é sentirmo-nos bem ao lado de alguém, pois esse alguém desperta o que melhor existe em nós! É sentirmo-nos seguros e à vontade ao lado de alguém.

Existe um sentimento de amor, quando o olhar do outro nos consegue acalmar, acarinhar, segurar. Quando sentimos que não haveria outro lugar onde nos apetecesse estar, pois nada melhor do que poder usufruir da companhia de alguém que significa tanto para nós.

Quando existe amor, tendemos a ser espontâneos, tendemos a mostrar o nosso “eu”, pois permitimos que essa pessoa não só entre nas nossas vidas, como consiga conquistar um lugar permanente em nós!

Amar é algo que requer muito trabalho e dedicação, sendo que, quando é genuíno, e vivido de forma verdadeira, pode durar e fazer com que o quentinho e a paz sentida no coração dure, e nos consiga essencialmente manter tranquilos, em paz.

Amar é estarmos atentos ao outro, sempre presentes, mas sempre, sempre, respeitando a liberdade e individualidade do outro, pois amar não é sinónimo de posse…

 

 Passo este desafio aos seguintes blogs:

 

- Miguxa

- Cuidandodemim

- Umbreveolhar

- (os outros penso que já receberam)

publicado por Caminhando... às 21:37

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
16
17
18
19
20
21
22
24
25
27
28
mais sobre mim
pesquisar neste blog