Caminhando...
 
04
Mai 09

Este é um de vários vídeos que fazem parte de um galardoado documentário: "Playing For Change: Peace Through Music". Se quiserem visitar o site, podem faze-lo aqui!

 

 

“No matter who you are,
No matter where you go, in life.
 
At some point, you’re going to need somebody to stand by you.”
 

 

Penso que ninguém tem necessidade de viver só. Infelizmente há quem o viva (idosos, incapacitados) por falta de sensibilidade e humanidade de alguém.

Todos precisamos uns dos outros, seja para falar, para trabalhar, para ter um amparo, para interagir, o que for.

 

Tão bom que é poder trocar ideias e partilhar experiências com alguém.

Tão bom que é estar em baixo e ter a hipotese de ter dois braços estendidos para nos enrolar num forte e caloroso abraço que nos faz logo sentir melhor. Ouvir palavras de apoio no momento certo, ou então um simples Gosto de Ti, que nos enche a alma e o coração e nos faz enfrentar o dia com outra alegria.

 

Julgo que, vivendo a vida partilhando-a com os outros, ou seja, não trilhar um caminho individual, egoista, egocentrico, é muito mais rica, e sem duvida mais feliz.

 

 

A amiga Just Moments com o carinho que lhe é caracteristico, ofereceu-me estes prémios, que com um grande sorriso agradeço

 

 

publicado por Caminhando... às 22:02
24
Abr 09

(imagem retirada da internet)

 

Hoje, ao vir para casa, apanhei como habitualemnte o comboio. Ao sair da estação ferroviária, ouço gritos, e ao aperceber-me de onde estes vinham, vi uma Sra estendida no chão, com dois rapazes em cima. Achei estranhissimo e acelarei o passo. Instantes depois, ouço a Sra gritar “Socorro, ladrões” e vejo dois rapazes (novissimos) com um ar assustado a correrem na minha direcção. Ao aperceber-me que eram estes os ladrões, e a razão para o desespero da tal Sra, tenho como primeira e instintiva reacção, esticar os dois braços tentando pará-los, tendo em conta que, estes, passaram mesmo junto a mim, e a grande velocidade. O que me impediu de o fazer, foi o facto de estarem ambos armados com facas, estando um, numa optima posição para me atingir.

Quando olhei para trás, vi os rapazes a correrem de forma maluca, tendo sido o mais incrivel, o facto de que, mesmo sabendo, pois  já se tinham apecebido do que se estava a passar, as pessoas que estavam atrás de mim, tiveram como reacção, olhar para os rapazes e continuar a seguir o seu caminho.

Uma das situações que mais me chateou foi o facto de estarem dois homemzarrões (perdoem-me, mas tinham realmente um bruto fisico), imediatamente atrás de mim, e terem, com toda a calma, olhado para os rapazes e para a Sra., rido e seguido os seus caminhos.

 

Compreendo perfeitamente que uma pessoa sózinha não é capaz de dar conta de duas pessoas armadas, mas era assim tão complicado mostrarem um pouco de mais consideração pela pessoa lesada?

 

Entristece-me muitissimo ver a falta de entre ajuda, de solidariedade e, sobretudo de respeito entre as pessoas.

Será assim tão complicado fazer algo pelo próximo?

Será assim tão complicado perceber que não vivemos sozinhos e que só ajudando-nos uns aos outros é que poderemos viver da melhor forma?

Não temos de ser Madres Teresas, nem andar constantemente de mão estendida oferecendo ajuda, mas talvez  mostrando mais respeito pelo outro, houvesse um mundo mais calmo, e sem dúvida mais pacifico.

 

Falando de coisas mais animadoras, fui mimada pela amiga Um mel doce  e Mafalda com este prémio:

 

 

 

E novamente pela amiga Mafalda e pela amiga  TigerKaty com estes dois prémios:

 

 

Muito Obrigada

 

Vou então atribui-los aos seguintes blogs:

Um breve olhar

- Miguxa
- Estupefacta
- Azul do Céu
- Sonhando aos quarenta

Blogando-me

 

publicado por Caminhando... às 21:14
12
Mar 09

  

As amigas Cuidando de Mim e Miguxa propuseram-me o difícil desafio de escrever um poema sobre a confiança!

Confesso que gosto de ler poesia, mas agora escreve-la não é bem comigo.

Sabendo da minha falta de jeito, penso que a melhor forma será, escreve-lo de forma totalmente espontânea, por isso, aqui está o resultado final :

 

Confiar é falar sem pensar, é apenas e somente sentir o que se diz,

É o querer falar sabendo que o outro irá ouvir

Com gosto, e sem que hajam juízos de valor.

É uma ligação de coração para coração.

É não ter problemas em expressar o que se sente.

É saber que o que é dito não tem segundos interesses,

Confiar é assim, não ter portas no coração.

É sentir, em paz

Sentindo tranquilidade no coração.

Exige empenhamento e entrega constante

Confiar exige transparência de sentimentos.

 

A amiga Um Mel Doce ofereceu-me estes dois prémios!

Mto Obrigada pelo carinho!

 

  

publicado por Caminhando... às 21:25
26
Fev 09

 

(imagem retirada da internet)

 

"Cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, ao fugir à dor, nos faz também perder a felicidade.

A dor é inevitável, o sofrimento opcional"  

 

Carlos Drummond de Andrade

 

 

A amiga Um mel doce teve a gentileza e a ternura de me oferecer este prémio, o qual agradeço muitíssimo!!  Fico toda babada

 

. Troféu do Amigo

 

Vou então  presentear os seguintes blogs

 

- Um mel doce – vou reatribui-lo claro está ; )

- Querida Miguxa – Ofereço-o com todo o gosto pois o merece!

- Cuidando de Mim

 

publicado por Caminhando... às 20:55
sinto-me: numa fase reflexiva!
07
Fev 09

(imagem retirada da internet)

 

Há momentos e situações em que o olhar comunica mais que as palavras, isso também é intimidade. Creio que sou capaz de dizer muitas coisas sem falar. Quando se estabelece essa relação de intimidade e de amizade, não é necessário falar. [...] frequentemente é melhor não o fazer porque as palavras estão muito gastas.”

 

António Lobo Antunes

 

Fui novamente premiada pelo amigo umbreveolhar, o que me deixa

Muito Obrigada pela gentileza, lembrança e generosidade!

 

 

04
Fev 09

(imagem retirada da internet)

  

“Nós somos aquilo que fazemos repetidamente. Excelência, então, não é um modo de agir, mas um hábito.”

 Aristóteles 

 

A amiga Justmoments teve a gentileza de premiar com um… Óscar

Mto Obrigada por tão honroso prémio

 

 

25
Jan 09

 

(imagem retirada da internet)

 

"É fácil trocar as palavras,
Difícil é interpretar os silêncios!
É fácil caminhar lado a lado,
Difícil é saber como se encontrar!
É fácil beijar o rosto,
Difícil é chegar ao coração!
É fácil apertar as mãos,
Difícil é reter o calor!
É fácil sentir o amor,
Difícil é conter a sua torrente!

Como é por dentro outra pessoa?
Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.

Nada sabemos da alma
Senão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição
De qualquer semelhança no fundo."

 

Fernando Pessoa

Ao longo da vida passam imensas pessoas por nós, sendo que algumas delas nos conseguem "tocar", ou seja, conseguem despertar-nos uma serie de inúmeros sentimentos. Nunca conhecemos o fundo da pessoa, ou tal como Fernando Pessoa escreve, a alma de alguém. Considero, por isso, que o relacionamento com o outro é quase como uma arte, em que têm de haver cedências de parte a parte, muito respeito, reciprocidade e diálogo sincero e honesto, para que assim se consiga tocar e permanecer no coração de alguém.

 

 

O amigo umbreveolhar teve a gentileza de me oferecer o prémio Magic Blog.

Muito Obrigada pelo mimo

 

 

publicado por Caminhando... às 18:39
música: A whole new world
30
Dez 08

A amiga justmoments propôs-me um desafio! O objectivo consiste em nomear sete coisas que para mim não têm preço.

Sendo assim… as sete coisas que para mim são essenciais…

 

-   Amizade - Tal como já referi no outro desfio realizado, “havendo compreensão e entendimento mútuo, leva a um bem-estar, que leva consequentemente a uma sensação de felicidade. Penso que alguém que se sinta compreendido e amado, sente-se automaticamente feliz”!

 

- Honestidade/ humildade - Com honestidade e humildade tudo se torna tão simples… sobretudo tão puro!

 

- Compaixão - a sensibilidade de compreender o outro; o mostrar interesse e preocupação, considero algo essencial, pois não vivemos sozinhos, sendo assim, que direito temos nós de exigir se não o fazemos…

 

- Respeito – Toda a gente tem o direito de ser respeitada!

 

- Justiça - Tal como diz Joseph Joubert “ A justiça é a verdade em acção."

- Dignidade – Algo que prezo muitíssimo, tanto a minha como a dos que me são queridos, como a de todos!

 

- Valores – “Carrego-os” para onde quer que vá. São a base da minha actuação.

 

- Os meus – Aqueles que me são queridos, família, amigos, e todos aqueles que por inúmeras razões me fazem estimá-los e torna-los essenciais para o meu bem-estar.

 

A amiga Miguxa teve a gentileza de me presentear com este prémio! 

 

Mto obrigada pelo miminho! A tua companhia e palavras aqui deixadas é que valem ouro

 

publicado por Caminhando... às 22:35
sinto-me:
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
mais sobre mim
pesquisar neste blog